Receba os novos posts pelo seu e-mail

terça-feira, 28 de junho de 2016

8. União Européia mostra exemplo para o mundo.


O pulso firme da Angela Merkel evita o esfacelamento da União Européia. Ontem mesmo, a chanceler alemã esteve reunido com os principais parceiros da União Européia, o presidente da França François Hollande e o primeiro ministro da Itália Matteo Renzi, para definir a posição conjunta dos líderes da União Européia com relação ao BRexit

Os três principais líderes firmaram posição de exigir que o Reino Unido tome providências imediatas para a retirada definitiva da União Européia. Na véspera, o primeiro ministro italiano tinha feito queixa sobre a condução da União Européia pela chanceler Angela Merkel, noticiado ontem por este blog. Com a posição unificada dos principais líderes da União Européia, evita o esfarelamento e desintegração do bloco político econômico europeu. 

Talvez o episódio BRexit, ao contrário da expectativa de implosão do bloco, tenha servido para consolidar a liderança da Angela Merkel da Alemanha e manter União Européia mais unida. As principais bolsas globais abriram em estabilidade ou em alta, nesta manhã (28/6). De toda forma, o mundo pós BRexit não será a mesma. O pensamento de que mundo global é que o mundo crescerá menos nos próximos anos. 

Tenho insistido nestes últimos dias sobre o tema BRexit, porque o Reino Unido que deixou a União Européia representa 5ª economia do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, China, Japão e Alemanha. O Reino Unido faz parte do G-7 que monitora o mundo econômico global. O Brasil, infelizmente, estamos assistindo da arquibancada, apenas observando o que sobra deste imbróglio BRexit

A consequência do BRexit para o Brasil terá reflexo imediato. O preço dos commodities sofrerão depreciação, causando prejuízo para agronegócio. O preço internacional do petróleo, no médio prazo, se estabilizará no atual patamar, frustando a expectativa da Petrobras que torce pela alta para tornar o petróleo do pré-sal viável. 

Outra consequência, que é positiva para pensadores neoliberais, se refere a entrada de investimentos estrangeiros especulativos, baixando o dólar (valorizando o real). Eu diria que o quadro vai estar como diabo quer. Os que tem pensamento liberal, não comunga com o pensamento dos neoliberais.  O quadro geral da economia do Brasil, em depressão, piorará com a desaceleração do mundo global e deixará o País mais vulnerável pelo efeito BRexit.

Sinceramente, tenho inveja de ver os líderes globais como Merkel, Hollande e Renzi, atuando firmemente na condução do futuro da União Européia e dos respectivos países de que são líderes. E o que acontece no Brasil? O País encontra-se diante de dois presidentes fracos: a afastada Dilma e em exercício o Temer. Brasil está sempre na contramão do mundo. 

Que o episódio BRexit sirva de bom exemplo para os governantes brasileiros, de plantão.

Ossami Sakamori

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espaço reservado para expressão de livre pensamento, desde que obedecidas as boas regras de civilidade. Não permitimos o uso de palavras incompatíveis com o propósito deste blog.