Receba os novos posts pelo seu e-mail

domingo, 31 de julho de 2016

30. Petrobras. O que esconde atrás da venda do Carcará.

Crédito da imagem: Veja

Segundo a grande imprensa, a Petrobras anunciou a venda de 66% do bloco de exploração do Carcará, pré-sal, uma das grandes descobertas de petróleo no mundo nos últimos anos. Quem vai comprar a sua parceira no bloco é a norueguesa Statoil, sua parceira no bloco. A Statoil vai pagar US$ 2,5 bilhões pela participação, tornando-se operadora única do Carcará.

Segundo informação da Petrobras, a empresa petrolífera a mais endividada do mundo, a Companhia colocará à venda cerca de US$ 15 bilhões como parte da estratégia de reduzir o endividamento. Até esta venda anunciada, segundo a Petrobras, teria conseguido levantar apenas US$ 2 bilhões do total pretendido.

Ainda segundo a Petrobras, a venda da participação no pré-sal irá significar menor pressão para investimentos da Companhia no médio prazo. O fato é que a Petrobras está resolvendo a pressão sobre caixa no curto prazo. Segundo a diretora da Petrobras, Solange Guedes, o negócio não trará impacto na produção, visto que o bloco ainda não estava operacional. Segundo a diretora, a decisão serve para dar sustentabilidade no longo prazo.

A declaração da Solange Guedes é contraditória. A venda de reservas ainda não explorada com expectativa de ser a mais produtiva, dentre o portfólio de campos de exploração da Petrobras, significa que a venda afeta a sustentabilidade no longo prazo. A operação, por mais que tente justificar resolve apenas para resolver o problema de caixa no curto prazo. 

Na minha opinião, a situação econômica da Petrobras é de "estado de falência". Se a Petrobras entrar em liquidação hoje, o ativo real não cobriria o passivo. Vejam os números extraídos do balanço do exercício de 2015 (último disponível) e meus comentários na sequência:


1. Patrimônio líquido, no balanço:                R$ 262 bilhões.
2. Número de ações:                              13.044.497.000 ações.
3. Número de empregados:      78.470 trabalhadores diretos.
4. Faturamento bruto:                                     R$ 321 bilhões.
5. Total do passivo (endividamento líquido): R$ 596 bilhões. 
6. Total do ativo (incluído esqueletos):           R$ 859 bilhões.

Isto são os números que o balança mostra. Aparentemente, digo "aparentemente", os números não são tão ruins. Acontece que os ativos do balanço embute toda forma de "maracutaia" havido durante décadas, não só da gestão PT. Se fizer reavaliação do ativo, considerado preço de mercado, o Patrimônio líquido da Petrobras está negativo. Para nós otários, o papel aceita tudo. 

A venda de ativos de bom potencial de produção, demonstra claramente, que o ativo imobilizado da Petrobras constante do Balanço de 2015, não são reais. Com imobilizado contábil de R$ 759 bilhões, encontrar dificuldade em vender os míseros R$ 15 bilhões em ativos (previsto no plano de desinvestimento) só confirma a minha suspeita de que os ativos contábeis são apenas de papel. 

A dificuldade da Petrobras é tamanha que cogita-se em vender o Complexo Petroquímico de Rio de Janeiro, para uma empresa de leasing internacional com compromisso de fazer operação "lease-back" para fazer caixa. A notícia que aparentemente seria positivo, apenas expõe a fragilidade da Petrobras. A Petrobras não tem dinheiro para investimento.

Apenas como curiosidade, as plataformas marítimas não são de propriedade da Petrobras, elas são das empresas de leasing ou arrendamento mercantil. A Petrobras exportou as plataformas para empresas de leasing no exterior para no mesmo ato firmar contrato de leasing das mesmas plataformas. 

Está no plano de desmobilização de ativos da Companhia, também, a venda de 49% de participação na Petrobras Distribuidora, mantendo o controle acionário, porém, com administração compartilhada com os novos sócios. Pretende também a Petrobras vender participações de mais de suas 130 empresas subsidiárias ou compartilhadas (cabide de emprego). Não duvido que a Companhia venda a participação de 40% no campo de Libra para os sócios chineses e anglo-holandeses. 

Na impossibilidade de vender os ativos esqueletos, a Petrobras está colocando à venda, os ativos denominados de "filé mignon", para tentar salvar os "carnes de pescoço", antes que fique somente com os "esqueletos". É o "fim de feira" para a Petrobras. 

Resumindo. Se a Petrobras vender tudo, sobra contas para pagar. 

Recomendo leitura do e-book: Brasil tem futuro? sobre fim do monopólio de petróleo.

Ossami Sakamori
@Brasillivre




3 comentários:

  1. Este é o legado que a ALMA MAIS HONESTA do Brasil deixará para a eternidade. sua megalomania, prepotência e arrogância nos destinou a perdermos até aquela doce ilusão de que o petróleo era nosso.
    Desde pequeno sempre tive a impressão que isso era falso. Hoje temos a certeza que como nação somos uns IDIOTAS UTEIS pois foi criado um partido das trevas quem com suas falácias evitaram a todo custo incutindo na mente de seus eleitores que privatizar a Petrobrás era vender o Brasil.
    O F aga ce( não podemos usar nomes pois estamos sendo descaradamente monitorados e censurados na rede) esboçou isso e ficou sozinho contra essa esse povo que o chamava sem trocadilho de VENDILHÃO.
    E agora? Como chamaremos isso que essa alma dos infernos e sua cria saudadora de mandioca fizeram? Imaginem o que poderíamos ter feito, ou pelo menos deixado de gastar para sustentar esse corpo podre que o é a Petrobrás de hoje.
    O que me incomoda é que a sociedade ainda não aprendeu entender como esse jogo eleitoral é sujo e como somos todos apenas massa de manobra para que os espertalhões ganhem dinheiro, muito dinheiro e se mantenham no poder.
    Querem prova inconteste que não aprendemos?Quem são os candidatos a prefeito em São Paulo? Quantos tem ou tiveram morada neste partido que não partiu o Brasil mas simplesmente nos jogou na idade da pedra?

    ResponderExcluir
  2. Pelo visto , n foi só uma gestão desastrosa e incompetente a causadora da destruição da Petrobrás .Vai muito além dos números divulgados o desvio do numerário !

    ResponderExcluir
  3. Petrobras vale menos que app para táxi, PT faliu com ela, , a Eletrobras, Correios.... onde mais botou suas patas imundas de ladrões e rapinadores do erário.

    ResponderExcluir

Espaço reservado para expressão de livre pensamento, desde que obedecidas as boas regras de civilidade. Não permitimos o uso de palavras incompatíveis com o propósito deste blog.