Receba os novos posts pelo seu e-mail

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

72. O ano de 2017 será um "barril de pólvora"!

Crédito da imagem: Culturamix.com

Muitos me perguntam sobre o que será do quadro de economia do Brasil para o ano de 2017. É dramático, mas as previsões não são nada boa. O próprio Fundo Monetário Internacional rebaixou a previsão do crescimento do Brasil, que era de 0,5% para 0,2%. O governo federal fez projeção de crescimento do País para 1,6%, conforme LDO já aprovado pelo Congresso Nacional, mas já admite um crescimento nos mesmos níveis apontado pelo FMI, ou seja 0,5% no ano de 2017. 

No primeiro semestre, o governo Temer terá de aprovar a reforma da previdência e a reforma trabalhista, conforme propostas de mudanças encaminhadas para o Congresso Nacional. Sobretudo a reforma da previdência vai causar muita discussão e revolta da população. O preço social para aprovação da reforma da previdência vai ofuscar qualquer outra medida que venha beneficiar o povo brasileiro.

À partir de fevereiro vai estar em andamento as investigações relativas  às delações premiadas dos grupos Odebrecht e Camargo Correia, que certamente provocarão "terremotos" no Congresso Nacional e sobretudo no Palácio do Planalto. Segundo revelado pela grande imprensa, as delações dos dois principais grupos empresariais vão pegar fundo o próprio presidente Temer, que ficará na "mira" das investigações que ocorrerão no STF. 

Segundo a própria grande imprensa, o julgamento da chapa Dilma/ Temer pelo TSE deverá ocorrer ainda neste semestre. Mesmo, o presidente Temer recorrendo ao STF, no caso de derrota no TSE, o julgamento da chapa deverá ocorrer, "definitivamente" até o final de agosto deste ano. A minha previsão é de que o presidente Michel Temer deverá ser cassado no mês de agosto deste ano. O mês de agosto é mês fatídico para a história brasileira. No início do ano passado, 2016, previ que a então presidente Dilma iria ser cassada no mês de agosto. Dilma foi cassado no dia 31 de agosto de 2016. 

Havendo cassação de mandato do presidente Temer, assume o cargo de presidente, o presidente da Câmara dos Deputados por 90 dias. O presidente da Câmara, na condição de presidente provisório deverá convocar eleições indiretas para o presidente com mandato tampão até 31 de dezembro de 2018. As eleições diretas ao cargo de presidente da República deverá ocorrer somente em outubro do próximo ano, juntamente com os governadores e parlamentares das Assembleias Legislativas e do Congresso Nacional. 

O crescimento previsto para o Brasil, previsto pelo FMI e pelo governo brasileiro de 0,5% não acontecerá. As turbulências do primeiro semestre e "presidente tampão" do segundo semestre, influirá negativamente no crescimento do País. O Brasil deverá terminar o ano de 2017 com mais um ano de "recessão", completando assim o mais longo período de "estagnação" dos últimos 100 anos. 

O ambiente social decorrente do mercado de trabalho, que deverá atingir o patamar próximo de 14 milhões de desempregados, até o final do ano, tornará o País um verdadeiro "barril de pólvora". Diante do quadro descrito, a atual "crise das penitenciárias" deverá se tornar noticiários de segunda página nas grandes imprensas. 

O ano de 2017 será um "barril de pólvora"!

Ossami Sakamori
@SakaBlogs


4 comentários:

  1. Caro Sakamori,

    Me lembrei, no ano passado cheguei afazer um comentário:
    Espero não sentir saudade de 2016.
    Com essa crise carcerária e os novos escândalos nas delações, começo a ter a mesma sensação. Que triste realidade estamos presenciando em nosso país, sem um sinal possível de que o cenário político, pelo menos, passe por uma reviravolta.

    ResponderExcluir
  2. Caro Sakamori,

    Me lembrei, no ano passado cheguei afazer um comentário:
    Espero não sentir saudade de 2016.
    Com essa crise carcerária e os novos escândalos nas delações, começo a ter a mesma sensação. Que triste realidade estamos presenciando em nosso país, sem um sinal possível de que o cenário político, pelo menos, passe por uma reviravolta.

    ResponderExcluir
  3. Caro amigo
    Seu comentário é muito pertinente com relação ao barril de pólvora nossa sociedade é uma teia quite está muito esgarçada pela luta política, muito sofrida pela falta de emprego e perspetivas e terá quite enfrentar dois grandes embates .A reforma da previdência e a reforma trabalhista já mencionadas por vc. Duas medidas impopulares adiadas por um governo impopular e tendo como pano de fundo políticos que estão se lixando para o país. Querem ver o circo pegar fogo
    Quanto às delações acredito que não farão tanto barulho pois praticamente já estão precificadas. Existe uma corrente muito forte para abrandar o fogo.
    Continuo muito preocupado com os juros da dívida pois este gasto que quase ninguém fala impede muitos investimentos necessários. Segundo suas previsões resta saber quem comandará o processo de mudança depois da queda do Temer
    Vou torcer pelo AD
    Infelizmente com o país em frangalhos a página policial está fazendo todas as manchetes

    ResponderExcluir
  4. Caro Professor Sakamori: obrigado pelo texto que nos lembra e alerta para o que deve acontecer no Brasil; infelizmente tudo que você escreveu me parece que de fato vai acontecer. Sei que suas previsões são baseadas em experiências, pesquisas e análises. Percebo agora que 2017 pode ser pior que 2016...

    ResponderExcluir

Espaço reservado para expressão de livre pensamento, desde que obedecidas as boas regras de civilidade. Não permitimos o uso de palavras incompatíveis com o propósito deste blog.