Receba os novos posts pelo seu e-mail

quinta-feira, 30 de março de 2017

85. Brasil é um país viável !


O País está passando por teste de resistência. No front interno, reformas estruturantes em discussão no Congresso Nacional. Ainda no front interno, o ministro da Fazenda anuncia que haverá aumento de impostos para cobrir o "rombo" do Orçamento Fiscal de 2017. O número de desempregados aproxima de 13 milhões de pessoas. O número de pessoas inadimplentes aproxima de 60 milhões de pessoas. No front externo, o problema com exportadores de carnes, um item principal da pauta de exportações. Parece que o caos se instalou no Brasil. Dá-se a impressão de que o País é inviável, mas não é! 

Analisando item por item, os problemas do País foram criados pelos governantes de antes e de agora. Não adianta dizer que os problemas foram criados unicamente pelo Partido dos Trabalhadores. Culpar o governo que antecedeu o atual não resolve os problemas do Brasil, afinal o governo atual é continuidade do governo anterior. O principal condutor da política econômica do País foi presidente do Banco Central do governo petista por 8 longos anos. Estou a falar do nosso ministro da Fazenda, o banqueiro, Henrique Meirelles.

Alega-se a credibilidade do governo para justificar a pior "depressão" do País dos últimos 100 anos. A "credibilidade" do governo mede-se pelas pessoas que estão à frente do Poder Executivo. As sucessivas atrapalhadas, mesmo 10 meses após a troca de comando, faz o mundo "estarrecido" ao ver tanta "desgovernança". Traz, também, indignação da população, dos empresários e ao simples povão. 

A equipe econômica só pensa nela própria. O Brasil que se lasque! O povo que se lasque! Dá-lhe desemprego para a população, já sofrida com minguada redistribuição de renda. Enquanto, os empresários investigados pelas operações da Polícia Federal, dão muita gargalhada. Os mesmos empresários investigados em conluio com os políticos corruptos são os maiores beneficiários do Bolsa Empresário, um verdadeiro "Robin Hood" ao inverso. Tira-se os recursos dos "reles contribuintes" para beneficiar "meia dúzia" de empresários que tem acesso ao Palácio do Planalto, neste e nos governos anteriores. 

O Brasil tem terras agriculturáveis, as maiores do planeta. São quase 300 milhões de hectares, para produzir pecuária e grãos. O País tem potencial para ser o celeiro do mundo, com potencial para produzir 1 bilhão de toneladas de grãos nas próximas décadas, praticando agricultura sustentável. O País tem jazidas minerárias, as maiores do mundo. O País poderia vender aços ao invés de minérios brutos de ferro, para dar empregos aos brasileiros. Isto, sem contar com a maior jazida de nióbio do mundo. 

Enquanto o País estiver preocupado em sustentar os "agiotas internacionais" pagando os juros reais a mais alta do mundo, o País não vai entrar "nunca" num ciclo sustentável de desenvolvimento. Não adianta a reforma da previdência e nem tão pouco a política econômica baseado no "teto dos gastos públicos", se continuar privilegiando os agiotas internacionais. 

O Brasil não precisa de "salvador da pátria" como defendem muitos nas redes sociais. O Brasil precisa de um presidente da República que deixe a "vaidade" de lado e procure atentar ao crescimento sustentável do País. Sem o que o País navegará, sempre e inevitavelmente, nos mares revoltos. O Brasil não precisa de presidente excepcional, mas apenas uma pessoa que tenha noção da "macroeconomia" e ter coragem de enfrentar os agiotas internacionais dando prioridade ao desenvolvimento sustentável do País.

Brasil é um país viável !

Ossami Sakamori


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espaço reservado para expressão de livre pensamento, desde que obedecidas as boas regras de civilidade. Não permitimos o uso de palavras incompatíveis com o propósito deste blog.